Nós já falamos aqui no blog sobre o porquê orar por cura. Você pode ler o artigo clicando aqui. Mas hoje quero te dar maneiras práticas de fazer isso. Aqui no FHOP, por exemplo, nós oramos por enfermos cotidianamente. Não apenas aos enfermos de longe, mas também por aqueles que estão aqui conosco pessoalmente. E sim, Deus ama curar e temos testemunhado um pouco do que é isso.

Por isso, fiz um breve passo-a-passo que pode te ajudar a orar por enfermos. Não é um molde e nem mesmo uma super regra. É apenas uma dica de como temos exercitado esse dom em nossa comunidade e de como você pode tornar isso simples no seu dia-a-dia.

1- Se disponha a orar pelas pessoas. Pergunte se alguém próximo a você deseja oração por cura (por qualquer dor ou enfermidade).

2- Agora pergunte a essa pessoa qual é a dor ou doença. Talvez seja algo visível (por exemplo, alguém com braço enfaixado ou na cadeira de rodas), mas talvez não seja tão visível. É importante você saber o problema que a pessoa está enfrentando.

3- Comece a orar. Não precisa ser uma oração longa. Você pode apenas declarar cura em nome de Jesus. É simples! Não tente ser sensacionalista ou causar algo. O poder está em Jesus. Ele cura. Você apenas entra em concordância com ele pedindo por cura e declarando cura. Se a pessoa não for cristã, tente não usar palavras muito ‘religiosas’ ou referências bíblicas que apenas você e as pessoas da igreja entenderiam. Esse não é o momento para ensinar a Bíblia. É apenas uma oração simples. Seja prático e não deixe a pessoa se sentir desconfortável.

4- Cuidado com as mãos! Sim, é super importante que você respeite a pessoa por quem está orando. Evite tocar na pessoa e caso vá fazer isso, pergunte primeiro se pode. Acima de tudo se trata de amar e respeitar a integridade da pessoa. Tão importante quanto ela ser curada é ela ser respeitada. Pense antes, se o fato de tocar no local da dor causaria algum constrangimento. 

5- Depois de orar, peça gentilmente para a pessoa conferir se a dor ainda está presente. Se ela estava mancando, peça que ela tente andar normalmente. Pergunte se ela sentiu alguma diferença. Se não era uma doença aparente, peça que ela refaça os exames médicos.

6- Caso ela tenha sido curada, ore novamente agradecendo a Deus pela cura. Faça com que a pessoa saiba que foi Jesus quem a curou. É dele que ela precisa lembrar e referenciar no final de tudo.

7- Se ela não for curada naquele momento, mas houve alguma melhora, peça para orar mais uma vez e repita o processo. Pare de orar pela pessoa quando você entender que o Espírito Santo deseja que você pare. Talvez em alguns casos ele te diga para continuar orando por mais 10 minutos (ou mais, ou menos), mas se você não discernir no momento se deve continuar ou parar, o melhor é sempre parar. Se a pessoa enfrenta aquela dificuldade há muito tempo, é bem possível que outros já tenham orado por ela. Nesse caso, continuar orando naquele momento pode acabar gerando uma expectativa que talvez não seja correspondida ou acabar machucando o coração da pessoa. Por isso, é seguro que você diga a ela que vai se lembrar dela em suas orações e então parar por ali.

E aí, te ajudou? Independente da pessoa ser curada, você pode amá-la por simplesmente se importar e deixá-la sabendo que Deus ama e cura nos dias de hoje. Ao se importar com as pessoas você estará se importando com o que existe no coração de Deus. Nós não precisamos de um sinal do céu para saber que Deus ama curar. Isso faz parte de quem ele é. Então, deixe de lado a incredulidade ou vergonha e caminhe com fé nos dons e no poder do Espírito Santo. Os dons nos são dados para a edificação da Igreja de Cristo. E nós queremos ser esse corpo que funciona plenamente e em unidade, orando uns pelos outros.

Eu enfatizei e volto a falar sobre a importância de se importar com as pessoas por quem você está orando. Deus realmente ama curar, mas ele ainda é soberano e não cabe a nós restringir ou tentar manipular sua maneira de agir. Até mesmo quando for orar, não chegue perto da pessoa como se soubesse que ela vai ser curada. Não, você não sabe. E ainda que tenha total certeza, vinda do Espírito Santo, faça tudo com humildade e sem presunção. Nós sim queremos ver cura acontecer, e veremos, mas precisamos orar pelas pessoas à partir de uma motivação correta em nosso coração. Além disso, se ela não for curada, não foi culpa sua. Não era sua responsabilidade curar. Não se deixe ofender caso você tenha orado por muitas pessoas que não foram curadas. Continue orando e continue amando as pessoas.

Tem alguma experiência com cura física? Alguma dúvida? Deixe nos comentários!

Daniela Teles

Dani, originalmente de São Paulo, é missionária intercessora em tempo integral na Florianópolis House of Prayer. Uma mulher que busca o coração de Deus e que tem o desejo de ver uma geração inteiramente comprometida com Jesus, andando no poder do Espírito e em paixão pela Bíblia.
Fechar