Caminhar vencendo as tentações é o desejo de todo cristão genuíno. Porém, muitos acreditam não ser possível resistir aos desejos da carne. O pecado que tenazmente assedia, faz duvidar que somos filhos de Deus. Mas, essa não é a verdade sobre nós. É preciso compreender que a Bíblia traz recursos que nos farão resistir às tentações. Sendo assim, nos tornamos vencedores. Jesus é a Palavra que nos faz andar vencendo as tentações.

Hoje trataremos de alguns pontos que nos ajudam na luta contra o pecado.  O primeiro aspecto a destacar é que Deus não permite que sejamos tentados além dos limites que podemos aguentar. Muito pelo contrário. Apesar d’Ele permitir a tentação, também providência livramento. Isto é, nos dá estratégias para que possamos resistir.

É preciso aprender a vigiar. E, um dos segredos para isso, é não pensarmos de forma altiva a nosso próprio respeito. Uma atitude que precede a queda ao pecado é acreditar que somos autossuficientes.

“Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia. Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que possais suportar.” I Coríntios 10.12-12

Orem para que não caiam em tentação

“Vigiai e orai, para não cairdes em tentação. O espírito, com certeza está preparado, mas a carne é fraca.” Mateus 26.41

Jesus disse essas palavras alguns momentos antes de enfrentar a Cruz. Ele estava no Getsêmani com Pedro e os filhos de Zebedeu. Sua alma estava em agonia e o que Ele desejava era ter amigos que vigiassem com Ele. Para que, assim, fosse possível dividir um pouco de sua dor.

Entretanto, lamentavelmente, seus amigos dormiam. Não podemos negar que provavelmente, havia ali um peso da opressão que os deixavam sonolentos. Jesus estava consciente da tribulação que viria sobre ele e seus amigos. Eles seriam tentados. Jesus os advertiu a se tornarem vigilantes, pois apesar estarem fortes no espírito, a carne rugiria de fraqueza diante daquilo que viria acontecer. A alma se tornaria tempestade.

Somos tentados pelos nossos medos. E, por aquilo que pode nos dar prazer, mesmo sendo legítimo. A oferta é que seja realizado na hora errada e independente da vontade de Deus. O pecado acontece quando tentamos fazer do nosso jeito aquilo que Deus quer que façamos do jeito d’Ele e segundo Sua Palavra. Não foi essa situação que aconteceu com Adão e Eva? 

Submetam-se a Deus

“Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” Tiago 4.7

Você já tentou resistir ao pecado com todas as suas forças e acabou se rendendo? Quem sabe até se sentiu de alguma forma envergonhado, não é mesmo? O que acontece é que, muitas vezes, tentamos andar na força do nosso braço. Precisamos entender que não podemos resistir ao diabo sem nos submetermos a Deus com todo o nosso coração e alma.

Não adianta relutar e nem fugir do Senhor. É preciso nos sujeitar a Ele e ao processo que temos que passar. Em nossas tentações, temos ido ao Senhor em oração? Ou, temos nos calados em orgulho? Temos buscado sua face ou nos arrastados em dor e desilusão?

Quando entendemos que em Seu amor obtemos a força necessária para vencermos as tentações, fluímos em Seu poder. Nosso coração não deve ser duro diante do que temos que enfrentar, mas que se torne tenro em sujeição e amor ao Senhor.

Jesus se identifica e nos ajuda

“Pois, naquilo que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer o que são tentados.” Hebreus 2.18

Jesus, se identifica com cada um de nós. Ele se tornou humano nascendo como um bebê. Passou por todas as fases da vida até sua morte aos trinta e três anos. Cresceu em estatura e graça, diante de Deus e dos homens. Ele teve uma família. Sentiu-se entristecido e angustiado. E, chorou pelo amigo que estava morto. Tantas vezes se compadeceu e com compaixão amou. Amou a multidão, curou os feridos. Amou os seus discípulos, até mesmo quem lhe traiu e o que negou. Jesus também foi guiado pelo Espírito no deserto para ser tentado por quarenta dias.

“Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou ao Jordão e foi guiado pelo mesmo Espírito, no deserto, durante quarenta dias, sendo tentado pelo diabo…” Lucas 4.1-2a

O diabo atacou Jesus questionando-o em sua identidade de filho de Deus. Em tudo o que o diabo a desafiava, Jesus respondia citando uma parte da escritura. E, mais do que conhecer a Lei, Ele é a própria Palavra. Assim, Ele nos ensina que se queremos vencer a tentações, também precisamos ter o mesmo nível de intimidade com Ele e com tudo o que Ele diz.

Jesus sabe como nos socorrer. Ele nos faz lembrar das escrituras e de toda e qualquer história que for importante no momento em que estamos sendo provados. Ele é o nosso refúgio e fortaleza. Ele nos ajuda em nossas fraquezas.

Vencendo as tentações pelo amor

“Mas, em todas essas coisas somos mais que vencedores, por meio daqueles que nos amou.” Romanos 8.37

Jesus não nos deixou sós, Ele nos deu o Seu Espírito o qual nos ajuda em todas as coisas. Independentemente do que temos que passar, há uma promessa sobre nós. Ele estará conosco. E que maravilhoso é saber que em tudo somos mais que vencedores por meio do seu amor. E mesmo quando não resistimos às tentações, temos um advogado no céu, o qual intercede por nós. Basta confessarmos os nossos pecados, pois Ele é Fiel e Justo para nos perdoar e purificar de toda injustiça. Sim, o seu sangue nos livra da morte.

Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo;” I João 2.1

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” I João 1.9

Você também está vencendo as tentações? Quais estratégias o Senhor tem te dado para permanecer inabalável? Lembre-se que esses são apenas alguns pontos. O Senhor esteja contigo e te dê vitória sobre o pecado.

Nayla Cintra

Nascida em Mato Grosso, Nayla é missionária em tempo integral desde 2011, tendo já servido durante 4 anos na JOCUM (Jovens Com Uma Missão) e quase 2 anos como missionária intercessora no FHOP (Florianópolis House of Prayer). Nayla carrega um coração para pessoas em situação de vulnerabilidade social, ama o mundo artístico e criativo, é apaixonada por missões, mas tem como maior desejo ver o nome de Jesus sendo conhecido entre todos os povos e tribos da Terra.

Deixe uma resposta

×

Carrinho