FHOP

O amor não perde a esperança!

Identidade

 

Algum dia você já perdeu a esperança na humanidade? Diante do caos que vivemos e com tantas notícias ruins não é de admirar que nos tornemos pessoas sem esperança e com certo cinismo quanto ao futuro, e quanto as pessoas ao nosso redor. Mas a verdade é que tudo aquilo que nós plantarmos de fato nós colheremos. Sejam sementes boas ou ruis. Um dia essas sementes brotarão do solo e seu fruto será exatamente da mesma espécie da semente que plantamos.

Imagine uma pessoa caminhando pelas ruas com uma grande bolsa de viagem nas mãos. Com pouca força para carregar sua própria bagagem e em um esforço gigantesco para chegar ao seu destino. E se de repente, alguém parasse e se oferecesse para ajudar a dividir o peso carregando uma das alças? De fato, isso seria bem impressionante, porque muitas vezes nós não estamos acostumados com bondade, sensibilidade e generosidade transmitida de forma simples e sublime, em um ato prático de amor.

Mas o amor é assim. Ele olha o outro com bondade, graça e misericórdia. O amor não perde a esperança. O amor é bondoso e sabe agir com bondade. Sabe quando alguém lhe diz que está com fome e que gostaria de um prato de comida? Muitas vezes achamos que esse pedido é para algo ruim, drogas ou alguma coisa desse tipo. Mas há mais contentamento em não imaginar o mal e ser resposta positiva a esse pedido. De repente se vê um grande sorriso nos lábios de quem recebeu um favor, porque além da fome será aplacada um voto de confiança foi liberado, e às vezes isso é tudo que um outro ser humano precisa.

Se pararmos um pouquinho para pensar em nossa própria história poderemos nos lembrar que muitos votos de confiança foram lançados sobre nós. Cristo Jesus foi aquele que fez maior esforço entregando sua própria vida na cruz. Muitas vezes Ele tem demonstrado confiança. Ele é aquele que para ao nosso lado e se oferece para nos ajudar a carregar a bagagem. Ele nos convida a amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos.

Que hoje ao sairmos pelas ruas da cidade, possamos escolher boas sementes e que possamos plantar “canções” de amor ao Criador. Não apenas em palavras, mas em atitudes que revelam a glória do Pai, do Filho e do Espírito e o que Ele tem feito por nós e em nós.

Lembre-se: “E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos. ” Gálatas 6.9

++ Você tem fome de Deus

Escrito por Nayla Cintra

Nascida em Mato Grosso e apaixonada por missões,
Nayla tem um coração para pessoas em situação de vulnerabilidade social e seu desejo é que o nome de Jesus seja conhecido entre todos os povos e tribos da Terra. É missionária em tempo integral desde 2011, onde serviu por 4 anos na JOCUM (Jovens Com Uma Missão).
E atualmente faz parte da Florianópolis House of Prayer como Missionária Intercessora.

Comentários

comentários

Pin It

» Identidade » O amor não perde a...
Em 3 de agosto de 2016

Commentários desabilitados.

« »