Casa de oração – movimento de oração

Conforme vivo no movimento de oração, o tempo vai passando. Nesse período, tenho aprendido sobre o contexto e também alicerces fundamentais para fazer o que faço como missionária intercessora. Não é fazer parte de uma casa de oração porque aparentemente está na moda. Mas sim compreender que faço parte de algo bíblico e que Deus ama. Muito além de um movimento moderno, o movimento de oração global tem uma história e suas raízes fundamentadas nas escrituras.

Preste atenção na porção das escrituras que nos dizem assim:

“Lembra-te, SENHOR, de Davi, e de todas as suas aflições. Como jurou ao Senhor, e fez votos ao poderoso Deus de Jacó, dizendo: Certamente que não entrarei na tenda de minha casa, nem subirei à minha cama. Não darei sono aos meus olhos, nem repouso às minhas pálpebras. Enquanto não achar lugar para o Senhor, uma morada para o poderoso Deus de Jacó.”  Salmos 132:1-5

Vemos que este foi um voto feito por Davi.  O propósito era de que louvores, adorações, cânticos fossem entregues a Deus, pois havia um desejo intenso no coração de Davi de  fazer uma morada para o Poderoso Deus de Jacó.

O mais impressionante e se é que podemos dizer que esse foi o fato mais intrigante, é a organização davídica dos levitas. Davi faz um decreto onde os levitas louvariam ao Senhor diariamente.

“Davi também ordenou aos líderes dos levitas que encarregassem os músicos que havia entre eles de cantar músicas alegres, acompanhados por instrumentos musicais: liras, harpas e címbalos sonoros.” 1 Crônicas 15:16

“Davi nomeou alguns dos levitas para ministrarem diante da arca do Senhor, fazendo petições, dando graças, e louvando o Senhor, o Deus de Israel.Desses, Asafe era o chefe, Zacarias vinha em seguida, e depois Jeiel, Semiramote, Jeiel, Matitias, Eliabe, Benaia, Obede-Edom e Jeiel. Eles deviam tocar lira e harpa, enquanto Asafe tocava os címbalos. Os sacerdotes Benaia e Jaaziel deviam tocar diariamente as trombetas diante da arca da aliança de Deus. Foi naquele dia que pela primeira vez Davi encarregou a Asafe e seus parentes de louvar ao Senhor com salmos de gratidão.”  1 Crônicas 16:4-7

Músicos, cantores ministrando ao Senhor

Assim que a arca foi depositada em sua tenda, os levitas realizavam, com as devidas formalidades, coros diante da arca. Esse era um de seus deveres. Um seleto número de músicos foi O Desejo de Davi escolhido para o serviço da lista daqueles que tiveram um papel proeminente na recente procissão. Músicos, cantores e sacerdotes diante da arca ministrando ao Deus de Israel.

Davi na verdade queria mais. O seu desejo era construir um templo onde o Nome do Senhor fosse colocado. Um lugar onde os holocaustos e sacrifícios de animais do tabernáculo de Moisés se mesclassem com os sacrifícios de louvor da tenda de Davi como um só incenso subindo ao trono de Yahweh.

Embora esse desejo tenha agradado o coração de Deus, o próprio Senhor incubiu a Salomão e não a Davi essa tarefa. O sonho de Davi seria realizado por seu filho e herdeiro e ele deixou tudo preparado para a construção do templo.

Após a construção do templo, na sua oração de dedicação, nós vemos o desejo primordial de Salomão de fazer daquele lugar, um lugar onde o povo pudesse se voltar para o Senhor e ser ouvido pelo seu Deus. O seu desejo era: “Senhor, faça da Tua Casa, a Casa de Oração do teu povo.”

Nosso papel como casa de oração

E gostaria de deixar claro as escrituras nos revelam sobre o movimento de oração. E este texto não conseguirá transmitir o todo desse assunto. Há muito a ser dito, pois existem muitas coisas a serem abordadas sobre esse assunto. O desejo principal desse texto é que você, querido(a) amigo(a), seja instigado(a) em ler e estudar sobre o movimento de oração e seus alicerces.

Como missionária intercessora, o meu papel é entender que os louvores, as orações e as súplicas estão fazendo o nome de Deus engrandecido. Assim como Davi e até mesmo seu filho salomão, que tinham grande anseio que o povo se voltasse para Deus. Nós, como casa de oração ansiamos, que louvores, súplicas e orações saiam do Brasil, fazendo com que o povo brasileiro se volte em adoração ao poderoso de Deus de Jacó.

 

Elohana Negreiros

Vinda das terras gaúchas, Elô é hoje missionária em tempo integral em Florianópolis. Ama as escrituras, e, assim como Davi, deseja contemplar a beleza de Deus e tem experimentado a grandiosidade de viver para a audiência de apenas um. Ela tem colocado todas as suas energias no cultivar de um relacionamento profundo Com o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Deixe uma resposta

×
×

Carrinho

Fechar