Será que algum dia nós seremos capazes de conhecer o amor de Deus completamente?

Às vezes, após um sermão a respeito de Cristo, nos achamos conscientes sobre como somos amados por Ele. A sensação é ótima, mas na maioria das vezes não dura muito tempo. Passam-se alguns dias e paramos diante do nosso reflexo pensando: Meu Deus! Eu não conheço nada desse Seu amor. Ou talvez, por causa de alguém que viveu uma experiência profunda, dizemos a nós mesmos: Eu preciso de ajuda! Há muito ainda para conhecer.

É maravilhoso reconhecer isso em si mesmo. Mas será que “muito” não parece até ser uma palavra distante demais para nos manter animados/empolgados? As coisas parecem piorar quando alguém diz que não teremos tempo suficiente para conhecer qualquer coisa a respeito de Deus. Calma aí! Não seremos capazes de conhecer esse amor completamente? É difícil responder essa pergunta, já que a Bíblia não diz muito a respeito disso. Mas podemos ter certeza de uma coisa: se não conhecermos tudo sobre Ele aqui — o que é bem provável — com certeza, vamos fazer isso durante a eternidade.

Um amor incomparável

Se houvesse uma maneira de medir os sentimentos que alguém tem por outra pessoa, o amor de Deus estaria, definitivamente, na lista de sentimentos impossíveis de se medir. Assim como todos os seus demais atributos. Afinal, aquilo que pensamos entender a respeito dessa emoção divina, não se compara à 1% do que ela realmente é.

Em Efésios 1, Paulo convida seus leitores a compreenderem juntamente com todos os santos todas as quatro dimensões do amor de Cristo. A largura, o comprimento, a altura e a profundidade. Apesar de estarmos dentro da probabilidade de não conhecer 100% do amor de Deus — ou talvez 1% dele — podemos conhecer uma porcentagem das suas dimensões.

Diante disso, podemos entender um pouco do porquê de reconhecermos nossa insuficiência no conhecimento do amor de Deus ao vermos alguém o experimentando mais profundamente. Isso serve para nos instigar a conhecê-lo mais. Aí está o “junto com todos os santos”: um incentivando o outro a ir cada vez mais profundo.

Definitivamente, a jornada de conhecimento do amor de Deus não é tão curta como muitos podem imaginar. Talvez tome a nossa vida inteira. Porém, podemos ter certeza de que quando caminhamos por ela com outros ao nosso lado, ela se torna muito mais rápida.

Este post tem um comentário

  1. Simplesmente amei, totalmente edificante.?

Deixe uma resposta

×

Carrinho