Deus nos traduz, mesmo quando não sabemos o que dizer. Essa afirmativa pode até parecer estranha para alguns de nós, mas é verdade. Muitas vezes, nosso vocabulário se torna limitado diante do caos de nossos dissabores. Nesses dias, em que palavras nos faltam, podemos perceber que Deus continua sendo Fiel e nos alcança com graça e amor.

Em certas ocasiões, aqui no FHOP, eu não conseguia compreender orações feitas por alguns irmãos. Ao meu ver, tais orações pareciam até mesmo conter certa “heresia”. E eu me perguntava: “Como pode alguém se dirigir a Deus nesse tom e com esses termos?” Um dia, entendi em meu coração que, apesar de nossas fraquezas e limitações, Deus nos traduz. Pois, Ele conhece o nosso coração de forma íntima e pessoal. Ao contrário da minha falta de compreensão e julgamento, o Senhor entende e preenche as lacunas, quando não sabemos como orar.

“Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar.” Romano 8.26

Quando Ana estava no templo, desesperada por não ter um filho, amargurada de coração e em meio as suas dores e aflições, orou ao Senhor. Mas foi tomada como bêbada por Eli e por ele foi repreendida, pois apenas mexia os seus lábios sem que dele saísse qualquer som. Porém, Deus a entendeu perfeitamente.

“Ela, pois, com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou abundantemente.” I Samuel 1.10

A vida de Ana nos ensina uma lição preciosa. Não importa o tipo de frustração que sentimos e mesmo que nosso coração esteja amargurado, podemos confiar naquele que nos conhece tão bem. Podemos derramar sobre Ele nossas lágrimas e nossas dores. E, às vezes, isso é tudo que possuímos, não é mesmo? Devemos nos lembrar: Deus nos traduz em meio aos nossos desalentos.

Deus não resiste ao humilde! Devemos parar para pensar nessa verdade: Deus não se opõe aos quebrantados e aos contritos de coração. Ele está sempre disposto a ouvir e nos salvar, pois isso faz parte de seu caráter de justiça e bondade.

Se voltarmos para a Palavra, para os ensinamentos Bíblicos, saberemos como nos dirigir a Trindade. Com humildade e respeito, consideração e honra, e com muita sinceridade. Pois não há ninguém como o Senhor; Somente Ele é Digno. Falamos de volta para Deus Suas promessas e nos lembramos de quem Ele É e que sempre Será.

“No dia em que eu clamei, tu me acudiste e alentaste a força da minha alma. (v-3) O Senhor é excelso, contudo, atenta para os humildes…” Salmos 138.3,6

Hoje, se as palavras nos faltarem, nos lembraremos: Deus nos traduz, por isso não calaremos a voz do nosso coração, mas derramaremos diante d’Ele a nossa alma, e mais uma vez nos deliciaremos no Deus da nossa salvação.

Nayla Cintra

Nascida em Mato Grosso, Nayla é missionária em tempo integral desde 2011, tendo já servido durante 4 anos na JOCUM (Jovens Com Uma Missão) e quase 2 anos como missionária intercessora no FHOP (Florianópolis House of Prayer). Nayla carrega um coração para pessoas em situação de vulnerabilidade social, ama o mundo artístico e criativo, é apaixonada por missões, mas tem como maior desejo ver o nome de Jesus sendo conhecido entre todos os povos e tribos da Terra.

Deixe uma resposta

×
×

Carrinho

Fechar