O amor furioso de Deus por nós é algo incompreensível e imensurável. Por mais que nossa mente natural e limitada, se esforce em codificá-lo, somos limitados para isso. Por isso, Paulo orou:

que Cristo habite pela fé nos vossos corações, a fim de que, estando arraigados e fundados em amor, possais compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios até a inteira plenitude de Deus.” Ef. 3.17-19

A principal característica deste amor, é que Ele nos amou primeiro. I Jo. 4.19. Não começou por iniciativa nossa, mas iniciou em Seu coração.

A fúria deste amor se manifesta de diversas maneiras em nossas vidas. Desde a batalha que acontece por nossa alma, antes de nossa conversão, até a conquista diária do relacionamento com Ele.

As diversas estações de nossa vida provam o quanto Ele é paciente e longânimo conosco. Mesmo diante das dificuldades e de nossa inconstância, Ele nos ama apesar de nós mesmos. Jamais se ofende conosco.

Na verdade, o amor furioso dEle por nós, não oscila de acordo com nossos níveis de acerto ou erro. Pois, Ele não nos ama mais quando estamos incendiados por Ele, ou menos quando estamos estacionados em alguma viela, ao longo do caminho.

É nossa capacidade de corresponder a esse amor furioso que muda, à medida que nos dispomos a buscá-Lo. Por isso, engana-se quem pensa que pode superar Sua capacidade de nos amar.

Apesar de não ter tido filhos, aprendo muito ao observar pais dedicados e apaixonados educando seus filhos. A filiação natural, é uma “sombra” da filiação espiritual. Embora a experiência familiar de muitos nem sempre seja positiva, a grande maioria dos filhos foram muito desejados.

As lacunas existentes em nossa criação, não devem influenciar nossa ótica em relação ao quanto Ele nos ama. Fomos desejados por Deus. Nascemos como resultado de Seu amor furioso. Não somos um engano, nem precisamos conviver com nenhum vestígio de orfandade.

Quando posicionamos nosso coração, com a ajuda do Espírito Santo, no centro deste amor furioso, recebemos a revelação de nossa identidade e valor. Só em Jesus nossa real identidade de filhos é revelada. A valentia para encarar os desafios e contratempos, nasce neste lugar de descoberta de seu amor.

Minha oração é que recebamos mais revelação do quanto Ele nos ama. Do quanto a fúria deste amor nos protege e atrai. Que vivamos a plenitude do que sonhou para nós, quando sonhou conosco. (Sl. 139)

Grace

Grace Wasem, gaúcha, atuou como secretária no mercado de trabalho por 30 anos. Em 2016 vinculou-se ao FHOP como missionária tempo integral. Sonha ver e contribuir para o treinamento de uma noiva apaixonada que clama: Maranatha!

Deixe uma resposta

×
×

Carrinho

Fechar