“Que o Deus da esperança os encha de toda alegria e paz, por sua confiança nele, para que vocês transbordem de esperança, pelo poder do Espírito Santo.” – Romanos 15:13

Eu fico pensando em quantas vezes nós perdemos a esperança em algo que gostaríamos, nas pessoas e até mesmo em Deus, e me deparo com muita fragilidade presente no ser humano. Nós somos assim mesmo, totalmente frágeis e que deixamos a fé ir quase que de mão beijada ao nos depararmos com a decepção.

É claro que não apenas a decepção se torna um fator para deixarmos a esperança, mas também a frustração, também aquilo que chamamos de ‘toque de realidade’, também a falta de paciência ao esperar ou a falta de fé naquele em que se espera. E a lista poderia seguir bem longe, quase que interminável. Mas, a questão toda é que cada um de nós, em algum momento da vida se depara com a falta da esperança. Ou porque deixamos ela ir ou porque nunca a tivemos.

O que muitos dizem por aí, é que não devemos ter esperança. O termo mais comum seria: “criar expectativa”. As pessoas falam como se isso fosse um veneno fatal, “não crie”, “não tenha”, “não espere”. E talvez você se encontre dizendo as mesmas coisas. Mas, como nós não queremos ser levados pelos dizeres da sociedade, e sim pela Palavra que tem toda verdade, vamos olhar um pouco para o que a Bíblia diz sobre isso.

“Todavia, lembro-me também do que pode dar-me esperança: Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a tua fidelidade! Digo a mim mesmo: A minha porção é o Senhor; portanto, nele porei a minha esperança.” – Lamentações 3:24

Deus deseja que nós tenhamos esperança, porque o caráter dele nos traz confiança. Quando olhamos para o nosso Deus, conhecemos aquele que é por nós, aquele que cuida e que ele nunca falha. Nele nós temos segurança. Por isso ele é chamado de ‘o Deus da esperança’. Aliás, ele não apenas deseja que haja esperança em nós, mas que essa esperança transborde.

Mas a esperança que encontramos em Deus não é algo monótono e parado, como alguns pensam. Esperar é algo ativo. Eu preciso ter fé, é preciso trazer à memória e educar minha alma. Eu preciso de uma ação, que me moverá ao lugar onde a esperança está.

Quando nos decepcionamos, tendemos a levantar barreiras altas o suficiente para não nos depararmos com a dor novamente. Queremos nos proteger. Mas o que ninguém diz é que alguém tem que ficar com o poder, em meio a isso tudo. E a maioria de nós escolher dar o poder para a decepção e para a dor. Quando o poder das nossas emoções e destino deveria ser tomado por nós e colocado no lugar certo. Na tentativa de nos protegermos nós acabamos nos fechando para as futuras possibilidades de sermos bem sucedidos.

“mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam.”- Isaías 40:31

Eu não quero presumir que todas as vezes que você esperar por algo isso vai acontecer. A verdade é que nossas motivações erradas nos levam à frustração. E isso é bom. Deus, como nosso líder perfeito, muitas vezes vai nos deixar vivenciar frustrações, porque ele não quer alimentar nosso mal desejo, mas nos curar. Às vezes a frustração vai nos levar ao arrependimento, onde veremos onde falhamos.

Talvez hoje você se encontre sem esperança em alguma área. Seja por ter tido experiências passadas por motivos errados, ou seja por ter confiado demais e nada aconteceu, ainda existe esperança. Em Deus nós podemos colocar a nossa fé. A Igreja de Cristo precisa estar cheia de esperança na Palavra de Deus. Ele jamais falhará conosco, nem em suas palavras, nem em suas promessas.

Jesus tem esperança em voltar e encontrar sua noiva (Igreja). E nós devemos viver como quem espera por ele. Ele quer derramar em nós a fé que não pode vir de promessas humanas, de planos fracos, de motivações mundanas. Ele quer nos encher de uma esperança pura, verdadeira e que não acaba quando as dificuldades vêm.

Que possamos hoje ser cheios de todos os recursos que vêm de Deus. Daquilo que nos é dado pelo Espírito Santo. E mesmo em meio às tribulações, veremos que no final do processo nosso coração estará mais vivo e com mais fé.

Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança.” – Romanos 5:3-4

Daniela Teles

Dani, originalmente de São Paulo, é missionária intercessora em tempo integral na Florianópolis House of Prayer. Uma mulher que busca o coração de Deus e que tem o desejo de ver uma geração inteiramente comprometida com Jesus, andando no poder do Espírito e em paixão pela Bíblia.
Fechar