Há um salmo para o qual eu sempre volto em momentos de insegurança e medo, o salmo 121. Em algumas Bíblias ele vem classificado como “ o cântico de peregrinação”, e de acordo com Gordon Fee a Douglas Stuart, este salmo está na categoria de cântico de confiança. Não é de se surpreender, já que dentre os vários tipos de salmo que encontramos no saltério, este nos ajuda a expressar nossa dependência e confiança em Deus, mesmo em meio às circunstâncias adversas.

“1 Elevo meus olhos para os montes; de onde vem o meu socorro?

2 Meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra.”

 

No primeiro versículo, o autor do salmo apresenta a situação em que ele e o povo se encontram: diante de obstáculos aparentemente intransponíveis (os montes). Porém, logo em seguida, ele já apresenta quem resolverá este problema: o próprio criador dos céus e da terra. Não somente isso, mas nos versículos seguintes, o autor apresenta este Criador como sendo o guarda de Israel e o SENHOR. 

“3 Ele não permitirá que teus pés vacilem; aquele que te guarda não se descuida

4 É certo que o guarda de Israel não se descuidará nem dormirá”

Primeira característica desse guarda:

Seus olhos estão sempre sobre nós. Ou seja, o Senhor está atento aos nossos caminhos, e sempre cuida de nós em todos os momentos ao longo da nossa jornada de peregrinação nesta terra.

 

“5 O Senhor é quem te guarda; o Senhor é tua sombra ao teu lado direito.

6 O sol não te prejudicará de dia, nem a luz de noite”

A segunda característica desse guarda:

Ele está ao nosso lado. Ele trilha a nossa caminhada conosco, tão perto ao ponto de nos proteger com a sua sombra. Quem tem o próprio Senhor como o seu protetor não tem o que temer, pois sabe que pode descansar à sombra de suas asas (Salmos 91).

 

“7 O Senhor te protegerá de todo o mal; ele protegerá a sua vida.

8 O Senhor protegerá a tua saída e a tua entrada desde agora e para sempre”

 

A terceira característica desse guarda:

Ele protege nossa vida. Não importa os perigos que o peregrino encontre em sua jornada, ele sabe que pode contar com a proteção daquele que tem todo o poder. Por isso, não precisamos temer ao entrar em situações desconhecidas, ou quando somos enviados a desbravar algo novo.

Meditar no salmo 121 sempre me ajuda em momentos em que os problemas parecem impossíveis de serem resolvidos. Ou seja, naqueles momentos em que chegamos ao fim de nós mesmos e admitimos que só o Criador dos céus e da terra pode nos socorrer. Esses versos me ajudam a lembrar a quem estou clamando por ajuda. Não é qualquer um que poderá me ajudar, mas o Criador, Senhor, guarda de Israel, vigia, companheiro e protetor. 

Assim, como esse salmo me traz paz e me faz crescer em confiança no Senhor, espero que você encontre conforto nessas palavras e renove sua confiança Naquele que nunca nos abandona. Seja qual for a situação, ao olhar para os montes, lembre-se sempre de quem Ele é.

Versão utilizada: Almeida Século 21

Marina Cases

Natural de Brasília, Marina serve a FHOP como missionária em tempo integral há um pouco mais de 1 ano. É tradutora por formação e ama estudar teologia, literatura e outros idiomas. Foi atraída ao lugar de intercessão e, desde então, vive para colaborar com o que Deus deseja fazer nas nações.

Este post tem 2 comentários

  1. Mauricio

    Concerteza e maravilhosa a ideia deque temos um Deus tao grande e poderoso nos abservando e nos ajudando em todas a adiversidades que enfrentamos diariamente,🙏Deus a abençoe.

Deixe uma resposta