“Eis-me aqui. Envia-me! ” Você já disse isso ao ouvir Deus o chamando? Essa foi a fala de Isaías.

Então ouvi a voz do Senhor, conclamando: “Quem enviarei? Quem irá por nós? ” E eu respondi: “Eis-me aqui. Envia-me! ” Isaías 6:8 

Hoje quero falar de chamado e respostas à ele. Não estou falando necessariamente de ir às nações ou de ser alguém que vive em tempo integral para Deus, como os pastores e missionários. 

Tenho meditado em Isaías 6 e a resposta que este profeta dá quando o Senhor pergunta “Quem enviarei? Quem irá por nós?” é aquela que qualquer coração arrependido e restaurado deveria responder.

Aliás, se você ler este capítulo verá que o profeta nos conta que viu Deus e por essa razão, sua vida nunca mais foi a mesma. Olhe só:

No ano em que o rei Uzias morreu, eu vi o Senhor assentado num trono alto e exaltado, e a aba de sua veste enchia o templo.

Acima dele estavam serafins; cada um deles tinha seis asas: com duas cobriam o rosto, com duas cobriam os pés, e com duas voavam.

E proclamavam uns aos outros: “Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos, a terra inteira está cheia da sua glória”. Isaías 6:1-3 

Responda ao chamado

Isaías, antes deste encontro, era alguém pronto a apontar os erros de um povo que andava longe do seu Deus, em desobediência. 

Ele viveu a experiência daqueles que tem um encontro real com o Senhor e que entendem o poder restaurador que Sua Presença traz. Esses, que são como Isaías, irão responder prontamente ao chamado, seja ele qual for. 

Ao som das suas vozes os batentes das portas tremeram, e o templo ficou cheio de fumaça.

Então gritei: Ai de mim! Estou perdido! Pois sou um homem de lábios impuros e vivo no meio de um povo de lábios impuros; e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos! “

Então um dos serafins voou até mim trazendo uma brasa viva, que havia tirado do altar com uma tenaz.

Com ela tocou a minha boca e disse: “Veja, isto tocou os seus lábios; por isso, a sua culpa será removida, e o seu pecado será perdoado” Isaías 6: 4-7

Portanto, continuarei a afirmar as palavras que já tenho dito, sejam atrás de uma simples conversa ou até um texto como esse. Sobretudo, exerça o chamado naquilo que já está dentro da sua área de influência. 

Se a sua área de influência é a faculdade que está, é o elevador que pega todos os dias, o emprego que nem sempre está satisfeito, mas sabe que o seu papel ali é falar de Jesus para alguém… Não importa! Todos nós temos uma área de influência. Pequena ou não. De prestígio ou não.

Seja um mensageiro dos céus

Tenho descoberto que responder ao chamado é muito além do ir às nações. 

É dizer todos os dias: “Eis me aqui. Envia-me!”. Ou seja, é se tornar disponível para aquilo que Deus tem para sua vida. 

“Eis me aqui, Envia-me” é também ter um coração pronto à obedecer mesmo naquilo que nem sempre será fácil ou agradável. 

Isaías entendeu isso, mesmo já sendo um profeta com um lugar de destaque. Ele foi além daquilo que era confortável para responder ao chamado de Deus. 

Da mesma forma aconteceu com Jeremias, que também teve que ir além daquilo que lhe era cômodo

“Então disse eu: Ah, Senhor DEUS! Eis que não sei falar; porque ainda sou um menino.

Mas o Senhor me disse: Não digas: Eu sou um menino; porque a todos a quem eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar, falarás.

Não temas diante deles; porque estou contigo para te livrar, diz o Senhor.

E estendeu o Senhor a sua mão, e tocou-me na boca; e disse-me o Senhor: Eis que ponho as minhas palavras na tua boca;

Olha, ponho-te neste dia sobre as nações, e sobre os reinos, para arrancares, e para derrubares, e para destruíres, e para arruinares; e também para edificares e para plantares.” Jeremias 1:6-10 

Deus sabe que não nos sentimos capazes e que sem Ele não podemos nada, mas se tão somente o respondermos, iremos experimentar seu amor e seu favor. É Ele quem nos encoraja e prepara para o cumprimento dos nossos chamados.

Então, responda hoje ao chamado do Senhor dizendo a Ele:

Eis me aqui, Envia-me!

 

Dudi Aline

Dudi é apaixonada pelo mover profético e pelas nações. Ela acredita que, do lugar de oração, qualquer circunstâncias pode ser transformada. Dudi tem doado seus dias para que a realidade dos céus invada a terra e o sobrenatural se torne parte de cada um que está ao seu redor. Nascida no Rio Grande do Sul, Dudi foi missionária por mais de três anos na fhop - Florianópolis House of Prayer. Atualmente, ela vive em missão na Europa, lugar que o Senhor colocou em seu coração há mais de 10 anos.

Deixe uma resposta

×
×

Carrinho