Esperar em Deus. O que, de fato estamos esperando em Deus? Quando dizemos isso, será que estamos pensando sobre respostas de orações, desejos, e que Deus realize nossos sonhos e vontades? Não estou dizendo que Ele não o faça, Ele é o Emanuel sim, Ele é um Deus presente e pessoal. Mas quero te ajudar a mudar a perspectiva  dessa espera hoje.

Sim, existe mais, existe uma obra sendo realizada, apesar de nós e além de nós. Deus, em toda narrativa Bíblica, nos deixa claro que existe uma história com começo – Criação – existe um meio –  Queda e Redenção – e existe um fim – Consumação. Então, o que realmente vale a pena esperar em Deus? Esperar essa obra se completar, confiantes em um Deus Criador, que está sustentando Tudo conforme seus propósitos. E que, por sua infinita graça, nos permite ser participantes.

Entendendo a narrativa da espera 

Primordialmente, o início dessa história, a Criação, nos mostra que Deus não fez separação, mas que tudo que Ele criou era bom. Em Gênesis 1, conhecemos sobre um Deus único e ali vemos que tudo é obra de suas mãos. Ele dá origem à criação ex nihilo, “a partir do nada”. Mostrando assim uma fundamental distinção entre Criador e criação. Logo, apreciar as coisas da terra é um exercício espiritual onde, através da visão cristã, desfrutamos dessas coisas sem as idolatrar. Há bondade de Deus ao desfrutarmos da vida. Somos mordomos de Deus, não com a ausência Dele, mas sim em constante comunhão com Ele. Assim, temos a criação como dádivas vindas Dele que devemos responder em amor, gratidão e alegria. (Gênesis  2:15)

Semelhantemente, o meio dessa história, onde estamos atualmente, é também onde ainda sofremos pelos efeitos que a Queda causou não só aos homens, mas também sobre toda a realidade criada. Ao lermos Gênesis do capítulo 3 ao 11, vemos como o mundo tornou-se tão rapidamente sombrio como resultado do pecado de Adão e Eva. Temos a tendência em diminuir o alcance que o pecado tem. Mas ele contamina e desfigura cada milímetro da criação. O pecado é a nossa recusa em reconhecer a bondade e o amor de Deus. Somos nós dizendo que sabemos o que é melhor para nós mesmos. Mas, graças a Deus, nós também hoje experimentamos da Redenção, que é a obra de Cristo na nossa salvação. A centralidade de Jesus na Redenção é contínua, pois estamos sendo transformados e santificados. Estamos vivendo o “já” da redenção, pois Cristo já morreu e ressuscitou, mas “ainda não” estamos totalmente redimidos. Há um processo, uma jornada que nos levará ao final, ao Grande Dia da Consumação.

Existe fé ao esperar em Deus

Bom, esse é o ponto que quero trazer a sua memória, para que entenda que é para esse dia que vivemos. Nossa fé nos manterá até esse dia. Por isso, esperamos  em Deus. Pois sabemos que Ele é o único governo confiável, e Ele tem sido imutável de geração em geração. Ele pretende retomar nada menos que a criação inteira, o mundo inteiro como seu reino.

Por certo, as Escrituras nos deixam claro que a redenção não diz respeito só a pessoas isoladas, mas ela abrange também a criação não humana. Veja o que Paulo disse: “Porque foi da vontade de Deus que nele habitasse toda a plenitude e, havendo feito paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra como as que estão no céu”.    ( Colossenses  1:19-20). A ressurreição de Jesus foi o Alvorecer da era vindoura em que Deus transformará todo o cosmo. Nele, iniciou o domínio de Deus sobre toda a criação.

Por isso, sim, confie nEle sobre suas questões pessoais, mas também amplie seu conhecimento sobre o que Deus está fazendo, além de nós, Ele é maior e muito mais poderoso. Nós experimentamos a salvação de modo concreto na obra presente do Espírito Santo. Saber e buscar conhecer o todo, traz a nós, meros mortais, uma fé inabalável, uma confiança não vacilante de que Ele está não só no controle de nossas vidas, mas também no controle de TUDO.

Nele, também vós, tendo ouvido a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, e nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa, que é a garantia da nossa herança, para a redenção da propriedade de Deus, para o louvor da sua glória”. (Efésios 1:13-14.)

Angela Tartas

Angela Tartas é uma escritora apaixonada pelas escrituras. Dessa paixão, surgiu a vontade de dedicar parte do seu tempo ao estudo da Palavra. Atualmente ela é aluna da nossa escola de teologia e ministério (ETM). Formada em contabilidade, Angela serve como missionária, onde atua no departamento financeiro da fhop.

Deixe uma resposta

×

Carrinho