FHOP

A Graça Desfez a Separação: A Cruz Nos Levou de Volta ao Éden

Relacionamento

 

Separação… Que palavra dura não é mesmo? Sem dúvida alguma, essa foi uma das consequências mais devastadoras do pecado. A dolorosa distância entre Deus e o homem que não trouxe somente a sensação da ausência – de saudade – mas nos deixou incapazes de compreender a harmonia original entre o espiritual e o natural.

De uma maneira geral, esse mesmo sentimento dolorido de saudade é o que nos aproxima de Cristo. Todos nós fomos criados com pistas interiores que nos levam a buscar a Verdade. Somos formados por um espaço não preenchido que evidencia a terrível inimizade entre Deus e os homens. A insaciável necessidade por harmonia com o nosso criador.

Tenho pensado sobre a obra da cruz. Tenho pensado sobre o que de fato isso significou para minha alma, antes tão inquieta. A verdade é que a cruz vai além da salvação, ela é a ligação perfeita realizada por Aquele que nos possibilitou um Novo Éden. Um lugar de encontro que trouxe a unidade com o Pai. Nos transformou de lacunas incompletas para moradas de um Deus vivo, que sempre desejou a ligação entre o temporal e o Eterno, entre criatura e Criador.

“Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio. Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.”. Efésios 2:13-16

Você alguma vez já meditou sobre essa passagem, prestando atenção nos detalhes? Percebeu a natureza pacificadora do nosso salvador desvelada de uma maneira tão simples e profunda?

O contexto deste texto é fundamentado na unidade trazida pela cruz entre os judeus e os gentios, mas não é neste ponto específico que gostaria de focar. Gostaria de falar sobre a cruz, sobre a paz trazida por Jesus!

O mesmo Jesus assentado no trono, é o Cristo que sempre estará marcado pela nossa humanidade. A forma com que Ele desfez a parede de separação entre nós e o Pai foi limitando a Sua eternidade a um corpo temporal. Ele tocou a nossa natureza para que pudéssemos tocar a dEle!

Nós temos o hábito de vislumbrar a cruz como algo simplesmente espiritual, mas esquecemos do aspecto natural, daquele Deus que se fez menino, que posteriormente assumiu a nossa morte, tornando-se frágil para nos tornar fortes e completos. Tudo isso não para somente revelar a paz, mas para nos ressuscitar com Ele.

Nossa humanidade tão caída, foi assumida por um Deus tão perfeito. Nossos pecados que nos separavam do Santo, foram lavados pelo sangue d´Aquele que se fez o Cordeiro, o Sumo sacerdote e o Tabernáculo que nos deu acesso aos lugares mais profundos, não somente do Santo dos Santos, mas aos intensos compartimentos do coração de Deus.

Ele se fez uma poeira passageira, desfeita pela morte para que pudéssemos ser tomados de uma glória que nunca mais nos deixará separados do Eterno. Esse Homem ressuscitou e assim como no princípio, soprou novamente do Seu próprio fôlego em nossas narinas.

Isso é Graça, graça, graça!

Éramos indignos, mas agora somos justificados. Separados do Deus vivo, agora somos reconciliados. Sedentos, mas agora bebendo da Água da Vida Eterna…

Eu não sei quanto a você, mas essas verdades realmente estremecem meu coração!

Escrito por Julia Carniel

Nascida no Rio Grande do Sul, Júlia é missionária intercessora em tempo integral na Florianópolis House of Prayer. Tem perseguido o conhecimento de Jesus a partir das escrituras e do lugar de oração. Acredita que verá essa geração ser impactada pelo amor de Jesus e deseja que Sua beleza seja revelada para todos os povos e nações.

Comentários

comentários

Pin It

» Relacionamento » A Graça Desfez a Separação:...
Em 3 de abril de 2017
, ,

Commentários desabilitados.

« »