Nasci em uma família incrível. Cresci em um lar saudável, cheio de Deus. Meu pai me protegeu e zelou minha integridade. Minha mãe cuidou e educou, tudo que sou devo a esse casal cheio de amor. Quem sabe, alguns de vocês não tenham crescido na mesma realidade que eu. E, isso jamais me tornará melhor que alguém.

Existem pessoas que tiveram um lar cheio de problemas e dificuldades. Outros vivem em famílias que são apenas de aparências. Que prezam mais pelo sobrenome do que para os integrantes que compõem a mesa aos domingos. Todos nós temos uma trajetória, seja ela fácil ou horrível.

Durante essa semana fui confrontada por Deus. Na verdade pelo meu Pai. O Senhor dos Senhores, o poderoso das nações. Criador de todo o universo me mostrou que fazia algum tempo que não o reconhecia como Pai.

Quando você cresce em um lar cristão, há uma grande chance de você acreditar que já sabe de tudo. Que Deus já se revelou como Pai. Mas, há um grande equívoco nisso. Deus será seu Pai hoje, amanhã e para toda a eternidade. Ele sempre se revelará assim, todos os dias.

Você pode ter tido a melhor família do universo, nada poderá substituir a paternidade de Deus da sua vida. Você pode ter a pior família que alguém poderia ter, nada poderá substituir a paternidade de Deus na sua história.

Muitas vezes criamos monstros em nossas mentes, que Deus não cuida e não protege. Fazemos de Deus um velhinho rabugento que está pronto para nos punir. Você sabe que isso não é real. Deus é perfeito em tudo o que faz. Ele é bom.

Como eu falei no início do texto, fui confrontada. Porque parei de chamá-lo de Pai? Será que eu cresci de mais e isso me impediu de chamá-lo dessa forma. Você já notou que, quando crescemos não chamamos nosso pai de “papai”. Por que? O que mudou?

Deus é seu PAI. Não há nada que mudará essa realidade. Você tem um pai e Ele está sentado em um trono Branco no céus. E a terra é o estrado dos seus pés. O mais incrível é que Ele te ama. Enviou seu filho amado para que morresse em um cruz, para que assim você e eu voltássemos para Ele. Seu pai, o meu pai se chama Deus.

Não se preocupe somos todos peregrinos nessa terra. A sua família terrena pode errar e ter muitas falhas. Mas isso não se aplica ao seu Pai que está nos céus. Você precisar entender que fomos criados por Ele. O nosso Pai nós desejou e nos formou. Lembre-se que seu Pai é Deus e que o desejo Dele sempre foi e sempre será cuidar de ti.

“Contudo, Senhor, tu és o nosso Pai. Nós somos o barro; tu és o oleiro. Todos nós somos obra das tuas mãos”. Isaías 64:8

Elohana Negreiros

Vinda das terras gaúchas, Elô é hoje missionária em tempo integral em Florianópolis. Ama as escrituras, e, assim como Davi, deseja contemplar a beleza de Deus e tem experimentado a grandiosidade de viver para a audiência de apenas um. Ela tem colocado todas as suas energias no cultivar de um relacionamento profundo Com o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
Fechar