Você conhece bem sua cidade? Interceder pela nossa terra é um chamado para cada cristão. E se tratando de ganhar nossa cidade para Jesus, precisamos conhecer a realidade que nos rodeia. Devemos ter uma visão ampla a respeito da identidade do nosso povo, das questões culturais e o máximo de detalhes que nos cercam. Para Israel conquistar Canaã, Deus mandou que Moisés enviasse espias para sondar a terra.

“E Deus disse a Moisés: Envie homens que espiem a terra de Canaã, que eu hei de dar aos filhos de Israel; de cada tribo de seus pais enviareis um homem, sendo cada qual príncipe entre eles.” Números 13.2

Para que uma terra seja conquistada é preciso que “batalhemos” por ela, seja no mundo espiritual e ativamente em nossas práticas de fé. Começamos com olhos atentos, observando e sendo sensíveis a Deus. Então, se você quer ganhar sua cidade para Jesus, preste atenção nesses princípios.

Primeiro Princípio: Seja um atencioso pesquisador

Quando era Missionária da Jocum, fiz o treinamento do Operation: Jonh (Operação: João). Esse ministério se baseia na vida de João Batista, que preparou o caminho para Jesus. Nosso objetivo era o mesmo, preparar o caminho para que o evangelho chegue em cidades e povos não alcançados.  Começávamos com uma pré-pesquisa, antes mesmo de chegarmos no local. Ao chegarmos na cidade escolhida, nós trabalhávamos com mapeamento (pesquisa), adoração e intercessão. 

O mapeamento pode ser um grande aliado para a intercessão, porque nos dá informações para orarmos de forma proposital. Então, mapeie! Isso mesmo. Divida a cidade em pontos. Descubro como ela funciona, sua origem, sua população. Faça perguntas e descubra pontos fracos e pontos fortes. Ouça seus moradores e as histórias que eles têm a contar.

“Vede a terra, que tal é, e o povo que nela habita; se é forte ou fraco; se poucos ou muitos e que tais são as cidades em que habita, se em arraiais, se em fortalezas.” Números 13.18-19

Segundo Princípio: Mantenha seu coração em fé 

Quando nos deparamos com o mal e a injustiça, nossa tendência é perder a esperança. Diante de grandes desafios nós podemos nos tornar aqueles que duvidam ou aqueles que continuaram crendo nas promessas.

No episódio com os espias não foi diferente. Os mesmos fatos despertaram reações divergentes. Quando só olhamos as circunstâncias também nos sentimos como gafanhotos em terra de gigantes.  

“A terra, pelo meio da qual passamos a espiar, é terra que devora os seus moradores; e todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura.” Números 13.32

Mas, se olharmos através da fé e termos confiança Naquele que nos fez a promessa, não seremos abalados. Veremos as possibilidades e o grande milagre que Deus irá fazer. Podemos ganhar nossa cidade para Jesus se fizermos como Calebe e deixarmos nosso coração queimar em fé.

“Então Calebe fez calar o povo perante Moisés, e disse: Eia! Subamos, e possuamos a terra, porque certamente prevaleceremos contra ela… A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra muitíssimo boa. Se o Senhor se agradar de nós, então nos fará entrar nessa terra, e no-la dará: terra que mana leite e mel. Tão somente não sejais rebelde contra o Senhor, e não temais o povo desta terra, porquanto como pão os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o Senhor é conosco; não os temais. (Números 13.30 14.7-9

Terceiro Princípio: Veja pela perspectiva de Jesus

Às vezes, temos a tendência de agirmos com juízo diante das crises do mundo. Pegamos um texto Bíblico e o ateamos como fogo, lançamos sobre tudo e sobre todos. Mas, a Bíblia nos exorta a termos o mesmo sentimento que está em Jesus. Então, nossas respostas não podem ser simplistas ou mesmo precipitada.

Precisamos orar para que Jesus nos dê o coração Dele para a cidade e para as questões relacionadas a ela. E lembre-se: tudo o que Jesus fazia era pela lei do amor. Que na verdade é muito mais complexa e difícil do que seguir a Lei de Moisés. Mover por meio de regras é diferente do que Jesus nos ensinou. Mas é o modelo dele que deve ser seguido. É ir mais profundo no evangelho de Cristo. 

“Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em cristo Jesus.” Filipenses 2.5

Quarto Princípio: Ore pela paz

Em 2005, morei em uma cidade do interior do Mato Grosso. Não é fácil deixar uma capital, com toda estrutura de uma cidade grande e se mudar para o interior. Foram seis anos com períodos incríveis e períodos desafiadores. Em vários momentos perguntava a Jesus sobre a cidade e como orar por ela?

Logo que me mudei, pedi ao Senhor uma palavra sobre aquele tempo em Pontes e Lacerda e Deus me deu Jeremias 29. Resumidamente, o texto fala sobre orar pela paz da cidade a qual fomos desterrados, que a minha própria paz dependeria da paz daquela terra. Que eu não precisava ter pressa… que Ele sabia os pensamentos que tinha a meu respeito, que era pensamentos de bem e não de mal.  Então, foi isso que fiz: orei. E confesso que muitas vezes, isso foi tudo o que consegui oferecer a cidade.

“Procurai a paz da cidade para onde vos desterrei e orai por ela ao Senhor. Porque na sua paz, vós tereis paz.” Jeremias 29.7

Olhando para o Futuro

Jonh Dawson, em seu livro; “Reconquiste sua cidade para Deus”, elabora alguns princípios para ganharmos nossa cidade para Jesus. Um importante aspecto sobre isso é ficarmos de olho no futuro. Ele afirma que precisamos “observar as tendências”. Por exemplo: Como nossas cidades estarão daqui a dez anos? Logo abaixo destacamos alguns pontos a considerar:

  • Que tendências oportunizariam maior pregação do evangelho? (Por exemplo: chegada de refugiados…)
  • Existe algum problema crítico que deve ser alvo de muita oração e atenção? (Por exemplo: aumento do número de desabrigado…)
  • A Igreja continuará a crescer, existe possibilidade de expansão?
  • Que grupo social manifesta o maior grau de trevas espiritual?
  • Que problema social está causando maior preocupação em cada setor da cidade?
  • Quais são os grupos menos alcançados pelo evangelho?

Conclusão

Podemos perceber, que algumas informações sobre a cidade, são de cunho geral. Outras porém, só obteremos após pesquisa, mapeamento e análise de dados. Precisamos conhecer a história. Toda informação é relevante. E, de punho a essas informações, nos tornamos mais conscientes das revelações de Deus sobre estratégias. Mas, o mais importante é mantermos nosso coração sensível a Jesus, pois Ele mesmo nos conduzirá a conquista.

Estes são apenas alguns dos princípios que podemos considerar, há muito a se fazer se queremos ganhar nossa cidade para Jesus. Eu quero. E você? Que ações práticas tem feito nessa direção? Será muito bom saber das estratégias que o Senhor tem liberado sobre você e sua Igreja. Então, fique a vontade para nos contar. 

 

Nayla Cintra

Nascida em Mato Grosso, Nayla é missionária em tempo integral desde 2011, tendo já servido durante 4 anos na JOCUM (Jovens Com Uma Missão) e quase 2 anos como missionária intercessora no FHOP (Florianópolis House of Prayer). Nayla carrega um coração para pessoas em situação de vulnerabilidade social, ama o mundo artístico e criativo, é apaixonada por missões, mas tem como maior desejo ver o nome de Jesus sendo conhecido entre todos os povos e tribos da Terra.

Deixe uma resposta

×

Carrinho