Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.” Mateus 5:13

“Bom é o sal; mas, se o sal se tornar insípido, com que o temperareis? Tende sal em vós mesmos, e paz uns com os outros.” Marcos 9:50

 

Ser sal em meio a uma geração que carece de respostas e que anda tateando, é a principal missão de um cristão. As donas de casa sabem que temperar um alimento exige dosagem adequada dos ingredientes.

Inegavelmente, um prato pode estar saborosíssimo e não se perceber a presença de sal nele. No entanto, quando a dosagem está inadequada, ou para mais ou para menos, o sabor fica comprometido.

Diz-se que a diferença entre o veneno e o remédio está na dose. Assim é com o tempero e com nosso procedimento diante do mundo. O equilíbrio precisa estar presente em nossas ações, palavras e escolhas.

O tempero que carregamos, e que é capaz de temperar o mundo que nos rodeia, precisa ser aplicado em doses corretas. Não é pelo muito falar que convencemos quem quer que seja a respeito de nossa fé.

Ao contrário do que muitos pensam, o falar nem sempre é o mais indicado. O exemplo sempre falará mais alto do que qualquer discurso, por mais eloquente que seja. Santo Agostinho entendeu isso. É dele a frase:

Pregue o evangelho todos os dias, se necessário, use palavras.” Santo Agostinho

O sal que conserva esta geração

O sal não só tem o papel de temperar, mas de conservar o alimento. Como todo bom brasileiro, gostamos de churrasco e de charque, que são belos exemplos de carnes temperadas e conservadas com sal, respectivamente. Assim como a carne, outros alimentos podem ser preservados com o uso de sal.

Este é um outro aspecto de nosso papel na sociedade. Já que, nossa oração e presença, nos mais diversos setores da comunidade, promovem conservação e acrescentam sabor. Cada um, seja como estudante, profissional, dona de casa, é agente de conservação por onde quer que passe.

Por isso, não devemos minimizar a importância que cada um tem. O lugar estratégico onde Deus nos coloca precisa de sal. Deus se importa com a vida daqueles que não O conhecem e nos dá a chance de ser seus braços e pernas nesta terra.

Portanto, um sorriso, um abraço, um olhar muitas vezes representam o que as pessoas à nossa volta precisam. Nosso mundo carece de referências. Cada um de nós, por menos que tenha, possui mais do que qualquer um que não conheça Jesus ainda.

Temperando com sal e ousadia

Existe um lugar que eu e você somos chamados para ocupar. Este lugar é estratégico e Deus conta conosco. Ninguém pode nos substituir nesta missão, já que somos únicos.

A conversão nos confere acesso à fonte de todas as respostas. Jesus é aquele que conhece o que está escondido. Por isso, cada vez que somos agentes dEle nesta terra, salgando esta geração, exercemos nosso papel de filhos e herdeiros. Assim, estamos em missão 100% do tempo, quando entendemos essa verdade.

A porção de Jesus que carregamos é suficiente para temperar os que nos rodeiam. Portanto, saiba que seu tempero faz diferença. Creia que sua presença e a vida de Jesus em você, tem poder para conservar e temperar a vida daqueles que vivem vidas insossas e sem significado a sua volta.

Grace

Grace Wasem, gaúcha, atuou como secretária no mercado de trabalho por 30 anos. Em 2016 vinculou-se ao FHOP como missionária tempo integral. Sonha ver e contribuir para o treinamento de uma noiva apaixonada que clama: Maranatha!

Deixe uma resposta

×

Carrinho