Pensar em superação é estabelecer metas, lidar com disciplina e, por vezes, com a necessidade de se reinventar. Por isso, me emociono ao ver um desportista batendo records. Quando tenho oportunidade de saber mais sobre sua trajetória, a superação inevitavelmente está presente. 

Se te fatigas correndo com homens que vão a pé, como poderás competir com os cavalos? Se tão-somente numa terra de paz estás confiado, como farás na enchente do Jordão?” Jr. 12.5

Gosto desta provocação dos versículos acima. Quando nos fadigamos diante de pequenos desafios, não somos candidatos a grandes conquistas. Fomos criados com a capacidade de sonhar e temos em Deus um aliado no cumprimento dos sonhos que Ele nos deu. Contudo, algumas vezes, nossa disposição de lidar com as dificuldades que antecedem o avanço não corresponde a magnitude de nossos sonhos.

Somos uma geração que gosta de velocidade, de fast food e das conexões online. Amo a tecnologia e procuro me atualizar sempre que posso, mas os recursos tecnológicos não aceleram os processos de Deus em nós. A velocidade de Deus é diferente da nossa. 

As biografias dos heróis da fé e dos homens e mulheres que admiramos são prova disso. Inegavelmente, alguém que tenha experimentado sucesso em alguma área lidou com superação em alguma medida. É de Abraham Lincoln a frase: “Não importa o ninho, se o ovo é de águia.” Os exemplos mais lindos de conquistas são daqueles que entenderam que sua condição social ou econômica não os definia.

São pessoas que compreenderam que podiam e deviam pagar um preço por aquilo em que acreditavam. Não é raro encontrar em suas trajetórias momentos de desânimo e desesperança. Afinal, eles são seres humanos, mas o que os diferencia dos demais, é sua capacidade de prosseguir. São perseverantes, focados e carregam em sua essência a imagem do Criador. É deles a galeria de Hebreus 11. Igualmente, somos convidados, pelo Espírito Santo, a nos juntar a eles.

Nosso Deus é perseverante em tudo que sonhou e projetou para a humanidade. Afinal, o resgate do homem custou-lhe tudo. Já que, Ele deu o que tinha de mais precioso, nos convida a fazer o mesmo. Ele aguarda pacientemente nosso sim.

Quando a jornada fica dura demais, ou os sonhos que Deus nos deu parecem excessivamente distantes, é hora de perseverar. Sobretudo, não permita que os obstáculos do percurso subtraiam seus projetos. Olhe para o autor e consumador de Sua fé e prossiga. Temos uma capacidade de superação muito superior a que imaginamos. Nossos limites físicos e emocionais podem ser potencializados quando aprendemos a exercitar a musculatura da fé.

O Espírito Santo é especialista em nos treinar. Ele usa situações diárias para nos preparar para desafios futuros. Analogamente, quando queremos correr com os cavalos, não devemos desanimar diante das caminhadas a pé. Deus se alegra com nossas conquistas e elas o glorificam. Por isso, ouse sonhar e não esmoreça diante das dificuldades. Certamente Deus as aplaude e é glorificado nelas.

Meu filho, se o seu coração for sábio, o meu coração se alegrará.” Pv. 23.15

 

Grace

Grace Wasem, gaúcha, atuou como secretária no mercado de trabalho por 30 anos. Em 2016 vinculou-se ao FHOP como missionária tempo integral. Sonha ver e contribuir para o treinamento de uma noiva apaixonada que clama: Maranatha!

Deixe uma resposta

×
×

Carrinho

Fechar