Jesus veio para trazer paz ao mundo. Ao custo de sua própria vida, Ele instaurou um reino de paz, justiça e retidão, e restaurou o nosso relacionamento com Deus. Jesus quebrou o elo da inimizade que havia entre o homem e o Senhor, trazendo reconciliação.

Assim, ter a paz de Cristo reinando em nossos corações é uma ordenança, um mandamento.

Que a paz de Cristo seja o juiz em seus corações, visto que vocês foram chamados a viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos. Colossenses 3:15

A paz que Cristo providencia tem dois impactos principais: Ele nos dá a paz com Deus, mas também nos dá a paz uns com os outros.

Todos nós éramos inimigos de Deus. Éramos rebeldes devido ao nosso pecado – tudo aquilo que a mente e o coração desejam e se opõe à natureza divina é inimizade com Deus. Mas, para todo aquele que crê na justificação por meio de Cristo, já não há mais inimizade e distanciamento entre ele e o Senhor (Romanos 5:1; 8:7-8).

Cristo desfez a inimizade entre gentios e judeus, derrubando a parede que fazia separação entre dois povos (Efésios 2:14). Por isso, hoje temos a Igreja como uma comunidade formada por pessoas diversas, de diferentes históricos de vida, classes sociais, culturas, etc. Mas unidas por algo em comum: a fé no Senhor Jesus. Há unidade por meio de Cristo.

Sendo assim, Paulo nos orienta de três formas a como viver a paz de Cristo em um mundo hostil:

Submeta-se à paz de Cristo.

Devemos nos revestir do amor de Cristo (Cl 3:14), não permitindo que outras coisas – preocupações, medos, hostilidade, preconceitos etc. –roubem a nossa fé.
O Evangelho chama o povo de Deus para a ação. Por isso, é preciso nos esforçarmos conscientemente para viver e ter a Sua paz reinando em nosso meio.
A paz de Cristo deve ser o juiz em nossos corações, determinando o certo e o errado, o bom e o ruim, trazendo a nós maturidade e estabilidade. Nenhuma outra voz deve disputar ou tomar o lugar da paz de Cristo – ela deve ser a autoridade máxima em nossas vidas.

Tenha o caráter de Cristo.

Paulo destaca as características essenciais de serem vividas por uma comunidade de fé, para que haja unidade no Corpo: compaixão, bondade, humildade, mansidão, paciência e perdão. E ainda acima de todas elas, deve estar o amor, que não pode vir de outro, senão de Cristo (Cl 3:12-15).

Seja agradecido.

A gratidão é uma das principais formas de permitir que a paz de Cristo reine em seu coração. Ao considerarmos o que Jesus fez por nós, para nos reconciliar e nos perdoar, não há outra atitude senão expressar gratidão.

Quanto mais agradecidos nós somos pelo que Jesus fez, mais experimentaremos da Sua paz em dias difíceis e hostis. Oro para que sejamos gratos pela paz de Deus, e gratos uns pelos outros.

Deixe uma resposta