FHOP

O fim que me leva ao começo de tudo

Identidade

 

A maior parte dos adolescentes, em todo mundo, ama super-herói. Talvez a pergunta que devemos fazer é ‘quem é que não gosta’? Eles são aqueles que estão lá quando alguém grita por socorro. Eles são aqueles que são capazes de resolver todo e qualquer problema, dando um fim a qualquer desespero. E quem nunca se sentiu um super-herói na vida real? Quem nunca olhou para seus problemas e desafios e buscou em si mesmo a solução para o que precisava?

A verdade é que o único super-herói que nós podemos encontrar é Jesus. E, assim como nos quadrinhos, Jesus aguarda o nosso grito de socorro. Sabe quando nós paramos de depender de nós mesmos e clamamos por aquele que pode realmente nos ajudar?

O fim de nós mesmos pode parecer o fim de todas as coisas. Mas é o fim de nós mesmos que é o começo delas. Somente quando nós tomamos a nossa cruz que podemos seguir Jesus completamente. Olhe ao seu redor. Tente encontrar alguém que não tem batalhas. Não há ninguém! Simplesmente todos estão lutando por algo. Alguns, correndo atrás do vento e esmurrando o ar. Mas nós, esmagando a nossa pobre natureza para sermos transformados e cheios de vida no interior.

Somos como vaso e precisamos ser quebrados e refeitos quantas vezes for. Precisamos reconhecer que nosso próprio braço é incapaz de nos levar aos lugares altos em Deus. Ele vê tudo e está contemplando as nossas tentativas de chegarmos lá. É por sua graça que nós viveremos e ficaremos firmes. É com as motivações corretas e um coração puro que nós veremos a Deus.

Às vezes temos que chegar ao fim dos nossos recursos humanos, para reconhecer que não há nenhuma atitude nossa em nosso passado ou presente que seria capaz de atrair aquele olhar para perto de nós. Não há a mais bela e surpreendente experiência ou mais sujo e podre estado humano que mude os pensamentos de Deus por nós. Enquanto o senso de merecimento não for abolido das mais profundas motivações do nosso coração, nosso cristianismo será uma mera sombra daquilo que realmente deveria ser.

“Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós.” – 2 Coríntios 4:7

É tudo por ele e para Ele. Os propósitos em nossa vida tem a ver com o plano maior de Deus. Ele sabe como nos guiar. E até mesmo quando nossos corrimões são removidos, Ele permanece lá, no controle de tudo, nos ensinando a caminhar! E embora exteriormente estejamos a nos desgastar, é interiormente que fruto é produzido em nós.

“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia.” – 2 Coríntios 4:16

Escrito por Daniela Teles

Dani, originalmente de São Paulo, é missionária intercessora em tempo integral na Florianópolis House of Prayer. Uma mulher que busca o coração de Deus e que tem o desejo de ver uma geração inteiramente comprometida com Jesus, andando no poder do Espírito e em paixão pela Bíblia.

Comentários

comentários

Pin It

» Identidade » O fim que me leva...
Em 21 de setembro de 2016
,

Commentários desabilitados.

« »