Misericórdia e Justiça são temas recorrentes na Bíblia e o livro  de  Tiago aborda este assunto com muita propriedade. Neste devocional, vamos meditar sobre o que este livro nos ensina e como podemos crescer em nosso entendimento sobre essas verdades.

Em Lamentações de Jeremias 3.22-23, lemos que: 

“As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã.” E, em Neemias, observamos afirmação parecida: “Mas, pela tua grande misericórdia, não os destruíste nem desamparaste; porque és um Deus clemente e misericordioso.” (Neemias 9:31).

Mas, o que é a misericórdia do Senhor? Primeiramente, ela faz parte do caráter de Deus.  Ele mesmo decidiu demonstrá-la a nós, pois isso é a essência de seu coração amoroso.

 Deus deseja demonstrar misericórdia

“Porque o juízo é sem misericórdia para com aquele que não usou de misericórdia. A misericórdia triunfa sobre o juízo.” Tiago 2.13

A misericórdia é triunfante, pois ela triunfa sobre as trevas. Assim como na história de Adão e Eva, nossa tendência natural é vivermos independentes de Deus. O pecado que nos separa do Senhor nos faz indiferentes aos Seus mandamentos.

Deus não tem nenhuma obrigação de demonstrar misericórdia para conosco, mas é justamente isso que Ele faz: escolhe manifestar misericórdia. Então, Ele envia Jesus para nos salvar.

O Senhor não é como o homem, que muda de ideia quando  convém. Deus nunca muda e Ele continua a exercer misericórdia e justiça. Em Êxodo temos uma descrição bem vivida de seu caráter: 

“E, passando o Senhor por diante dele, clamou: Senhor, Senhor Deus compassivo, clemente e longânimo e grande em misericórdia e fidelidade; que guarda a misericórdia em mil gerações, que perdoa a iniquidade, a transgressão e o pecado, ainda que não inocenta o culpado, e visita a iniquidade dos pais nos filhos e nos filhos dos filhos, até à terceira e quarta geração!” Êxodo 34:6,7

Deus guarda a misericórdia até mil gerações, ela vai sendo passada de pais para filhos. O Senhor perdoa a transgressão e o pecado, mas não inocenta o culpado. Ele deseja demonstrar misericórdia , mas não anula com isso sua justiça.  Segundo o autor Dale Anderson, “misericórdia e justiça são dois lados da mesma moeda”. Ele afirma que:

“Deus é misericordioso e justo. Ele não corta Sua misericórdia para mostrar Sua justiça. Na verdade, Sua justiça é Sua misericórdia! Ele se deleita em corrigir coisas erradas e nunca é pego com misericórdia profana.” 

 Clame ou o Clamor  por misericórdia e justiça

Davi foi conhecido nas Escrituras por ser um homem segundo o coração de Deus. Ele  nos ensinou a respeito de misericórdia e justiça. Quando pecava, ele orava ao Senhor por essa virtude. Demonstrava assim, seu arrependimento e compromisso com a verdade.

“Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniquidade e purifica-me do meu pecado. Salmo 51:1-2

Além disso, Davi confiava na justiça do Senhor, mesmo diante de seus inimigos. Ele aprendeu a apelar em oração antes de responder precipitadamente, mesmo tendo os direitos de um rei. Ao invés de se defender, ele clamava pelo favor de Deus.  No Salmos 143.1 está registrado o que ele diz:

 “Ó Senhor, ouve a minha oração, inclina os ouvidos às minhas súplicas; escuta-me segundo a tua verdade, e segundo a tua justiça.” Salmos 143:1

E como nós temos exercido misericórdia e justiça? Temos sido sábios em nossas ações? Ou respondemos de forma precipitada diante das injustiças da vida? Às vezes, lutamos tanto pelas nossas próprias razões que podemos nos sentir desgastados em nossas emoções. É preciso mansidão para exercer misericórdia e justiça para com o nosso próximo.

 O que a Bíblia nos ensina sobre misericórdia?

Há uma boa notícia: a misericórdia pode ser aprendida. Jesus mesmo reafirma esse versículo do antigo testamento. Ele nos diz: “Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero e não holocaustos; pois não vim chamar justos, e sim pecadores [ao arrependimento].” (Mateus 9:13). 

Sei que pode ser mais fácil desejar misericórdia para nós mesmos do que para os outros, mas este não é o coração do Pai para nós.  

O que mais podemos aprender?

  • Os misericordiosos alcançarão misericórdia – Mateus 5.7
  • Executar juízo verdadeiro é demonstrar bondade e misericórdia ao seu irmão – Zacarias 7.9
  • Devemos perdoar sempre – Mateus 18.21-35
  • Deus é rico em misericórdia e nos vivificou juntamente com Cristo – Efésios 2.4-5

A misericórdia e a sabedoria

A misericórdia está atrelada a sabedoria, é o que o texto bíblico em Tiago nos afirma. Pois, a sabedoria dos céus não é humana,  enganosa e não há nela corrupção, antes é repleta de misericórdia:

 “Porém, a sabedoria que vem do alto é antes de tudo pura, repleta de misericórdia e de bons frutos, imparcial e sem hipocrisia. Ora, a justiça é a colheita produzida por aqueles que semeiam a paz.” Tiago 3.17-18

Além disso, a justiça humana pode ser apenas o reflexo do egoísmo e da justiça própria, que obedecem apenas aos interesses pessoais. Mas, quando olhamos para a justiça divina percebemos que ela é profunda. Deus nos mostra o que é verdadeiramente perdoar. Nem mesmo a ira humana contra as injustiças do mundo são suficientes para produzir a justiça de Deus.

“Assim, meus queridos irmãos, tende estes princípios em mente: Toda pessoa deve estar pronta para ouvir, mas tardio para falar e lento para se irar. Porque a ira do ser humano não é capaz de produzir a justiça de Deus.” Tiago 1.19-20

Conclusão:

Neste estudo, refletimos sobre alguns aspectos da misericórdia e justiça de Deus. Entendemos que ela pode ser aprendida e assim como Deus usa de misericórdia para conosco, também podemos liberá-la sobre as pessoas ao nosso redor e até mesmo sobre os nossos opositores. Deus tem prazer na misericórdia. 

Que a cada manhã possamos nos lembrar que os misericordiosos alcançarão misericórdia.

Nayla Cintra

Nascida em Mato Grosso, Nayla é missionária em tempo integral desde 2011, tendo já servido durante 4 anos na JOCUM (Jovens Com Uma Missão) e quase 2 anos como missionária intercessora no FHOP (Florianópolis House of Prayer). Nayla carrega um coração para pessoas em situação de vulnerabilidade social, ama o mundo artístico e criativo, é apaixonada por missões, mas tem como maior desejo ver o nome de Jesus sendo conhecido entre todos os povos e tribos da Terra.

Deixe uma resposta