Talvez, hoje você esteja se sentindo um tanto enfraquecido, mas saiba que pode olhar todo desafio como uma oportunidade incrível de crescimento e superação. Em meio a dias difíceis, nosso caráter é provado e eu e você podemos encontrar aprovação no Deus que em tudo nos ajuda. Quando somos fracos, Ele se revela forte.

“Porque o Senhor fará justiça ao seu povo e se compadecerá dos seus servos, quando vir que o seu poder se foi, e já não há nem escravo nem livre. Deuteronômio 32.36

Sim, Deus se compadece dos seus servos e fará justiça ao seu povo. Ele não está distante, inerte e impossibilitado de agir. Então, qual é o nosso papel diante das tribulações? Como devemos nos portar em nosso relacionamento com o Senhor quando tudo se torna difícil? O que a Bíblia diz sobre isso?

Um homem que provou escuridão

Lembra-se da história de Jó? E como ele passou de uma pessoa próspera a uma cheia de dores? Há muitas coisas que podemos falar sobre sua história. A Bíblia o destaca como “homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal” (Jó 1.1b). E bem podemos notar, que foi Deus mesmo que perguntou a Satanás se ele observara seu servo Jó: “Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém a na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal?” (Jó 1.8). Neste sentido, abramos parênteses e pensemos um pouco em como Deus nos descreve?

Jó, mesmo sendo justo, provou dos dissabores da vida, foi desafiado em suas emoções e na própria pele provou grande dor. Teve perdas incontáveis, mais do que posses e riquezas financeiras. Perdeu os filhos a quem tanto amava e oferecia por eles sacrifícios ao Senhor. Foi instigado por sua esposa a esbravejar contra Deus e até julgado por seus amigos mais leais, mas permaneceu firme. Em sua grande virada, podemos perceber que sua relação com Deus criou raízes profundas. Pois antes, um Deus que Ele conhecia de ouvir falar, agora era contemplado pelos seus olhos.

“Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos podem ser frustrado. (v-2) … Na verdade, falei do que não entendia; coisas maravilhosas demais para mim, coisas que eu não conhecia (v-3b) Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem. (v-5)” Jó 42.2,3b,5

Igreja e o desafio de ser luz em meio às trevas

Como cristãos, nosso desafio é viver a Palavra tanto individualmente como coletivamente. Jesus nos chamou para sermos Seu corpo e andarmos em unidade. Afinal, sabemos que enfrentamos oposição das trevas, desgastes, divisões. E se não nos mantermos atentos e vigilantes podemos nos tornar uma Igreja amarga e sem força de autoridade. Se o amor de Cristo não for latente em nós como Comunidade Cristã, seremos apenas como o sino que ressoa. Apenas muito barulho e nada mais.

Em Apocalipse, há conselhos preciosos às sete Igrejas da Ásia: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia, Laodiceia (Apocalipse 2 e 3). Esse manual serve para sondar nossas comunidades e para voltarmos sempre para a essência de quem somos chamados a sermos. Quero destacar alguns versículos para meditação e te encorajo a se aprofundar nesse estudo.

“Conheço as tuas obras, tanto o seu labor como a sua perseverança… (v-2a) Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor. (v-4) Lembra-te, pois, onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras… (v-5)” Apocalipse 2.2a,4-5

“Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas. (v-18) Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso e arrepende-te. (v-19)” Apocalipse 3.18-19

Sete princípios que norteiam a vida dos que confiam

Deus é Fiel – Isso é uma marca do Seu caráter. Ele não permite que sejamos tentado além do que podemos aguentar e providencia para nós o socorro.

“Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele mesmo providenciará um escape, para que o possam suportar.” 1 Coríntios 10:13

Superação – Deus no leva além do que podemos imaginar. Ele renova a nossa força quando nos sentimos fracos.

“Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.” Isaías 40:31

Gratidão – Nosso coração é provado e aprendemos a ser gratos por tudo o que Ele tem feito.

“Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação. Habacuque 3:17,18

Alegria – Mesmo em meio ao sofrimento. Podemos nos alegrar no Senhor e ter esperança de que Ele mudará as circunstâncias.

“Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força.” Neemias 8:10

Paz – Mesmo no olho do furacão ou no meio da tempestade podemos sentir a paz que excede o entendimento, tão tranquila e plena dentro de nós.

“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.” Filipenses 4:7

Amor  – Nada pode nos separar do amor de Deus. Nem mesmo as nossas tribulações e angústia, nem mesmo os nossos pecados, principados ou potestades.

“Como está escrito:Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia;Somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 8:36-39

Eternidade – Todas as coisas vão passar, nossas dores, nossos medos e Ele sempre estará conosco.

“Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”1 Crônicas 16:17

Conclusão

Em síntese, sabemos que neste mundo enfrentaremos oposição, trevas e muitas lutas. Sabemos também que não fomos abandonados como órfãos. Jesus morreu para nos dar a salvação e nos levar de volta ao Pai. Ele reconstruiu essa ponte e não nos deixou sós. O Senhor nos deu o Espírito Santo, O Consolador, que nos ajuda e nos ensina. Sendo assim, que de forma bem prática, possamos entender essa verdade e ter a Bíblia arraigada em nós. Pois Ele nos fará lembrar de tudo o que for importante para cada situação da vida. Que sejamos ousados e plenos para viver intensamente em louvor e glória a quem Ele É. Afinal, Ele é Digno!

Nayla Cintra

Nascida em Mato Grosso, Nayla é missionária em tempo integral desde 2011, tendo já servido durante 4 anos na JOCUM (Jovens Com Uma Missão) e quase 2 anos como missionária intercessora no FHOP (Florianópolis House of Prayer). Nayla carrega um coração para pessoas em situação de vulnerabilidade social, ama o mundo artístico e criativo, é apaixonada por missões, mas tem como maior desejo ver o nome de Jesus sendo conhecido entre todos os povos e tribos da Terra.

Este post tem um comentário

  1. Amém! Ele é digno mesmo em meio às nossas adversidades…

Deixe uma resposta

×
×

Carrinho

Fechar