Série sobre Davi: Lições em Adulão

O tempo do deserto nunca é algo que gostamos de pensar e muito menos viver. 

O deserto tende a nos mostrar o pior que existe dentro de cada um de nós. 

Davi experimentou muitos períodos como esse, mas acredito que o tempo em Adulão foi um dos que ele mais precisou confiar na liderança do nosso Deus. 

O que sentimos em um deserto natural não é nada diferente do que aquilo que  sentimos quando o deserto é espiritual, fome e sede é o que mais nos perseguem quando habitamos no deserto. 

Davi chega em Adulão depois de um período no qual estava fugindo da fúria de Saul. 

O pastor de ovelhas tinha o amor e favor do Senhor e isso fez com que derrotasse Golias. E tornou nosso Davi, ainda um menino, conhecido. Ao mesmo tempo atraiu inimigos e a perseguição do rei Saul. 

Mas assim como aconteceu com Davi, podemos comprovar que mesmo em meio às perseguições e os desertos que assolam nossas vidas devemos nos colocar debaixo da liderança perfeita do nosso Deus. E encontrar descanso, alívio e fôlego para prosseguir. 

Enfrentando perseguições

Antes de chegar a Adulão, Davi já estava fugindo de Saul. 

Certamente Davi, como muitos de nós, chegou ao deserto debaixo de perseguições, injustiças e dores. 

Quando cito deserto estou me referindo ao período em que não temos respostas. Ainda temos promessas, mas elas parecem muito longe de se tornarem reais. 

Assim estava Davi, que já havia derrotado Golias e de alguma forma provado seu valor. Mas mesmo neste tempo, Davi foi levado a um lugar de depender muito mais de Deus e entender que o Senhor era seu escudo, sua proteção e justiça. 

Davi nunca deixou de liderar

Davi fugiu da cidade de Gate e foi para a caverna de Adulão. Quando seus irmãos e a família de seu pai souberam disso, foram até lá para encontrá-lo.

Também juntaram-se a ele todos os que estavam em dificuldades, os endividados e os descontentes; e ele se tornou o líder deles. Havia cerca de quatrocentos homens com ele. 1 Samuel 22: 1,2 

Davi, era um líder como poucos, somente alguém com uma visão de governo poderia liderar mesmo em meio a adversidade. 

Davi liderou esses homens que tinham problemas iguais ou até piores que ele. 

Aqui podemos tirar uma grande lição que é: 

Certamente iremos ministrar através das nossas vidas e muitas vezes Deus irá usar aquilo que ainda não vencemos para que possamos ajudar a outros, sermos curados e fortalecidos durante o processo. 

Davi poderia ter escolhido seguir sozinho. Ele estava procurando abrigo, fugindo da perseguição de Saul, mas o pastor de ovelhas chamado para ser rei entendeu que seu papel era de liderar um exército independente das circunstâncias ou do lugar. 

Adulão foi um lugar de parada

O deserto muitas vezes é um lugar de direção e um lugar de encontros. 

Foi em Adulão que Davi recebeu a visita da sua família. 

Portanto, o Senhor permitiu que mesmo em meio a fuga,  Davi estivesse por um momento junto daqueles que ele amava. 

Lugares como Adulão podem ser solitários para muitos, mas Deus concedeu a Davi um momento em família e até mesmo homens para liderar. 

Alguns estudiosos dizem que Davi escreveu os Salmos 57 e 142 durante o tempo que esteve na caverna de Adulão. 

Tem misericórdia de mim, ó Deus, tem misericórdia de mim, porque a minha alma confia em ti; e à sombra das tuas asas me abrigo, até que passem as calamidades.Clamarei ao Deus altíssimo, ao Deus que por mim tudo executa. Ele enviará desde os céus, e me salvará do desprezo daquele que procurava devorar-me. (Selá.) Deus enviará a sua misericórdia e a sua verdade. Salmos 57: 1-3 

 

A ti, ó Senhor, clamei; eu disse: Tu és o meu refúgio, e a minha porção na terra dos viventes. Atende ao meu clamor; porque estou muito abatido. Livra-me dos meus perseguidores; porque são mais fortes do que eu. Tira a minha alma da prisão, para que louve o teu nome; os justos me rodearão, pois me fizeste bem. Salmos 142: 5-7 

Davi em Adulão entendeu muito mais a importância de obedecer e seguir a liderança do Senhor. Ele fez daquela caverna um lugar de parada e passagem que o levou ao caminho da obediência em cumprir a vontade de Deus. Também entendeu que vale a pena estar com Deus independente do lugar. 

Assim, que possamos sair de Adulão mais fortes, mais confiantes no amor e no cuidado do nosso Deus. 

Deus te abençoe 

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Este post tem um comentário

  1. Yuri

    Muito legal, mesmo em tempos de deserto e dificuldades Davi teve a oportunidade e escolheu liderar, se colocou de lado e formou seu caráter.

Deixe um comentário