Jesus nunca nos prometeu uma vida fácil ou sem aflições, muito pelo contrário. Ele nos afirmou que neste mundo passaríamos por aflições, mas que deveríamos manter bom ânimo. Ele nos desafia a sermos perseverantes em tudo o que fizermos e em cada circunstância de nosso viver.

“Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo”. João 16.33

Não sei se você já experimentou dessa paz descrita pelo próprio Jesus. Mas ela é inigualável e forte o bastante para nos fazer firmados na rocha desse amor que nos dá liberdade mesmo quando estamos em “grilhões”. Não foi assim com os apóstolos? Não é assim com tantos irmãos perseguidos ao longo da história e até nos dias atuais?

Paulo escreveu muitas de suas cartas como prisioneiro e afirmou: “Porque para mim tenho por certo que  os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós.” Romanos 8.18. Ele falava com propriedade sobre toda essa estrutura de sofrimento e perseguição, mas algo queimava em sua mente e coração, ele tinha esperança, ele sabia que todas as coisas passam e que um dia a glória de Cristo será revelada em nós.

Não devemos ser mecânicos ao nos depararmos com essas verdades, hoje se você tiver passando por aflições olhe para o testemunho de Jesus. Ele nos garante: “Eu venci o mundo”. Não é uma questão de enfrentarmos aflições, mas quando as enfrentaremos? Porque de fato elas virão até nós, e como reagiremos nesse momento é a grande questão? Além disso, podemos experimentar alívio e sabermos que não estamos só, mas que o Senhor está conosco e estará para sempre.

Quando Jesus falava com os discípulos sobre sua partida para ao céu, ele os alertou que sentiriam tristeza, mas que aquela tristeza se converteria em alegria, e que alegria ninguém poderia lhes tirar.

“Assim também agora vós tendes tristeza; mas outra vez vos verei; o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém poderá tirar. João 16.22

Que hoje o Senhor restaure a nossa sorte e os nossos sonhos. Que Ele nos fortaleça em seu pleno amor que nos faz passar pelas provas e sermos aprovados. O Senhor não nos tenta, Ele conhece os nossos corações e a nossa história. Não sofremos por castigo, mas somos refinados no sofrimento, como uma pedra valiosa. Um diamante bruto se torna uma joia de fina beleza quando manuseado é lapidada pelo ourives. Muitas vezes somos como esse fino diamante sendo preparados como um adorno especial e lindo.

O Senhor é bom, podemos confiar nele e em seu trabalho em nós. Há esperança para os filhos do seu amor. Temos confiança que o choro pode durar uma noite, mas certamente a alegria virá pela manhã. Quem sai andando e chorando enquanto semeia, voltará trazendo seus feixes com alegria. Hoje quero louvá-lo por suas promessas e fidelidade e você?

Nayla Cintra

Nascida em Mato Grosso, Nayla é missionária em tempo integral desde 2011, tendo já servido durante 4 anos na JOCUM (Jovens Com Uma Missão) e quase 2 anos como missionária intercessora no FHOP (Florianópolis House of Prayer). Atualmente dedica uma parte do seu tempo para ensinar artes para crianças em uma ONG em Florianópolis e outra parte do tempo para trabalhar com justiça social, com foco em tráfico humano. Nayla carrega um coração para pessoas em situação de vulnerabilidade social, ama o mundo artístico e criativo, é apaixonada por missões, mas tem como maior desejo ver o nome de Jesus sendo conhecido entre todos os povos e tribos da Terra.
Fechar