O Senhor é o meu pastor

Hoje, começamos uma nova série sobre o Salmo 23. E nessa primeira parte, vamos nos debruçar nos primeiros versos e compreender o papel do pastoreio do Senhor em nossas vidas. A partir dos seus atributos e dos seus atos, descritos ao longo dos versos. 

O Salmo 23 foi escrito por Davi, que também era pastor de ovelhas e futuramente se tornou pastor de Israel. No texto, vemos os detalhes da função de um bom pastor, uma delas é a proteção. O pastor está em todos os momentos com as suas ovelhas para livrá-las de caminhos perigosos e animais selvagens. 

O bom pastor é aquele que tem consciência de que o seu trabalho é perigoso e que possivelmente viverá em constante ameaça, mas a sua principal missão é estar disposto a dar sua vida pelas ovelhas. 

O constante pastoreio

“Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas” – João 10:10

Este é o cuidado de Deus para com as nossas vidas. Ele é o bom Pastor, e neste salmo podemos ver todos os processos que nós, suas ovelhas, iremos passar. Desde o mais belo pasto verdejante ao vale da sombra da morte, porém sabemos que em todos esses momentos contamos com o pastoreio do Senhor. 

Comprados por um alto preço

“Porque fostes comprados por bom preço, glorificai, pois a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus” – 1 Coríntios 6:20

Em um rebanho, a qualidade de vida das ovelhas depende muito do quão bom é esse Pastor. Existem apenas duas formas de se ter ovelha em um rebanho e são elas: as que nascem no próprio rebanho ou aquelas que são compradas e trazidas.

Nós não tínhamos pastor éramos como ovelhas perdidas. No pecado estávamos sem donos e sem cuidado, então o nosso bom Pastor se torna ovelha e encara a morte para que nós, suas ovelhas, pudéssemos ser salvas.

 Nada nos faltará 

“ As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço-as, e elas me seguem; E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém arrebatará da minha mão.” – João 10:27-28

 Quando o bom Pastor afirma que nada nos faltará, é porque ele é o dono da ovelha. A  função dele é alimentá-la, protegê-la e guiá-la pela jornada do campo. 

As ovelhas não conseguem sobreviver sozinhas, elas precisam de um Pastor e serem cuidadas, pois sem isso elas morrem. O Pastor é o único que pode fazer isso. A ovelha não pode fazer por si própria.

O pastoreio do Senhor é leve

Além disso, entender o pastoreio do Senhor torna a nossa jornada mais leve, pois sabemos que temos o Pastor para nos conduzir onde devemos caminhar, nos corrigir, proteger e amar. Ele sabe o que é melhor para as suas ovelhas. 

Oro para que hoje possamos voltar os nossos olhos para o Salmo 23, sabendo quem é o nosso bom Pastor e o dono das nossas vidas. Caminhando com a plena certeza que Ele nos guia durante toda a jornada, sem que existam preocupações em nosso interior. Com o pastoreio do Senhor nada nos faltará, pois o bom Pastor é tudo o que precisamos. 

Ler a segunda parte da série aqui.

Este post tem 4 comentários

  1. Mauricio

    Comecei hoje esta serie,parabens Pastor vini

Deixe uma resposta